top of page

Aceitar o acordo ou prosseguir com o recurso?

Atualizado: 11 de ago. de 2023

Saber se é um bom momento para fechar um acordo quando surge uma proposta ou quando se deve propor um acordo é uma decisão extremamente estratégica. Você dá conta de resolver esse dilema sozinho?


Após esses muitos anos trabalhando com ações trabalhistas, cíveis, federais e outras percebemos que há momentos que o advogado se vê numa situação tensa em que precisa decidir aceitar uma proposta de acordo ou insistir num recurso “arriscado”.



Daí surge a pergunta... Como saber se é de fato um bom momento para fechar um acordo no meu processo?

Acho que se fala pouco sobre esse assunto, por isso resolvemos tratar através deste artigo, a fim de ajudar de alguma forma os amigos que possam passar por situações semelhantes.


Essa situação é no mínimo difícil, principalmente na perspectiva de quem tem que explicar a situação ao seu gestor ou ao próprio cliente.


Por vezes essa situação é causada por algum erro cometido pelo próprio advogado em algum momento, seja na fundamentação da petição inicial, se estiver pelo autor, seja na defesa, na audiência ou na contestação/recurso, por de repente não ter coberto alguma situação especifica, o que por si só já é uma situação desagradável para o profissional. Mas há vezes que essa situação é causada pela própria incompreensão do Juízo quanto a fundamentação do assunto, dada a própria complexidade para se explicar o que é necessário ser explicado.



Você já passou por esta situação?


Nesse cenário, muitas das vezes o advogado se vê num “beco sem saída”!


Geralmente, nesses casos, é necessário ao advogado a ajuda de um especialista em cálculos (calculista/contador/perito) para resolver o problema e diminuir a tensão e a sensação de se estar fazendo um mal negócio, caso decida optar aceitar uma proposta de acordo ou prosseguir com o recurso, não importando se este está em defesa do empregado ou empregador, autor/réu.


E você? Já ficou em dúvida se deveria fechar um acordo ou recorrer de uma decisão? O que você fez?

  • Eu nunca. Sempre fechei acordos de olhos vendados!

  • Eu nunca. A decisão de fazer um acordo é sempre muito fácil.

  • Sempre. Um especialista em cálculos é indispensável.

  • Às vezes é difícil, mas consigo fazer minhas contas sozinho.


O papel do calculista nesses casos é muito importante, e este profissional, basicamente, tem que saber interpretar no julgado todos os possíveis cenários existentes em caso de perda ou êxito no recurso, daí a necessidade de que o profissional contratado para a elaboração dos cálculos seja experiente o suficiente para, inclusive, propor possíveis cenários e viéses de defesa na hora da execução, a fim de demonstrar em seus cálculos todas as possibilidades que estão sobre a mesa, cabendo ao advogado, após ter os cálculos em mãos, saber analisar cada possibilidade de cálculo apresentada e avaliar a probabilidade de cada uma segundo o seu prognóstico de avaliação de risco envolvido no processo.


Um bom profissional em cálculos consegue demonstrar ao advogado todas as hipóteses de cálculos existentes, ou a maioria delas, que contemplem desde o pior cenário possível ao melhor cenário possível, pois assim ao advogado tem a consciência da ordem de grandeza dos riscos envolvidos entre aceitar uma proposta de acordo num valor “X” ou prosseguir com um recurso haja vista da possibilidade de se obter um ganho de n “X”.


Estando o advogado na defesa do autor da reclamação, por exemplo, este deve avaliar dentre os cálculos de pior cenário e melhor cenário (menor valor e maior valor, respectivamente) qual tem a maior probabilidade de se tornar realidade em caso de êxito ou derrota num possível recurso e a partir daí tem melhores parâmetros para tomar a decisão segura entre prosseguir com o recurso ou fechar um acordo, só que agora com a consciência de quais são os valores justos para um possível acordo e aceitáveis em caso de perda de um recurso.


Você sabe fazer um prognóstico de risco com segurança?


Saber avaliar bem os cenários é uma habilidade valiosa para qualquer advogado.

Mais de 2 opções de cálculo nesses casos são essenciais para a melhor tomada de decisão pelo advogado ou departamento jurídico responsável por um processo que esteja numa situação como esta e por fim consiga fazer o melhor negócio!



Rodrigo Guimarães Mendonça

Contador e perito Judicial

rodrigo@e-numera.com


38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page